sexta-feira, 20 de março de 2015

Textos Literários

Poeminha tentando justificar minha incultura, por Millôr Fernandes.

Ler na cama
É uma difícil operação
Me viro e reviro
E não encontro posição
Mas se, afinal,
Consigo um cômodo abandono,
Pego no sono.

Dentro do Corpo Humano

DentrodoCorpoHumano

Ásia Misteriosa

Asia Misteriosa

Conteúdos 3ª série - História - Idade Moderna - Aula 3 - Parte 2


Conteúdos 3ª série - História - Idade Moderna - Aula 3


Conteúdo da 3ª série - História - Crise Feudal - Aula 2

Conteúdo 3ª série - História - Revisão Feudalismo - Aula 1 - Parte 2

Conteúdo 3 ª série - História - Revisão Feudalismo - Aula 1

Revista Digital - Univesp

Caros alunos,
estaremos tendo acesso ao conteúdo da Revista Digital da Univesp. Material de qualidade com informações importantes para a sua formação. O link Univesp permite inúmeras  possibilidades de conhecimento . Faça um tour virtual. Aproveite.
Abraços.

Aprendizado

Caros alunos,
neste site você pode revisar assuntos de diversas disciplinas, a partir de sons, imagens, vídeos, etc. Navegue e aproveite as inúmeras possibilidades de aprendizado. Para verificar acesse o link.
Abraços.

Ensino Técnico - todas as séries

O QUE É TRABALHO ?

Ao longo da história, os seres humanos foram transformando a natureza e suas próprias vidas. Agrupados em tribos, clãs, famílias... foram mudando seus costumes e práticas, atingindo sucessivos estágios de evolução. Primeiro observando, compreendendo os ciclos da vida, do tempo e do próprio ambiente. Depois, desenvolvendo maneiras de se relacionarem com o ambiente em que viviam, construindo sua cultura. Certamente, as primeiras e grandes invenções históricas da humanidade foram às ferramentas, feitas de pedra, madeira e ossos de animais que serviam, principalmente, para a caça, para coletar e armazenar alimentos, para construir moradias muito improvisadas e confeccionar agasalhos como proteção das duras condições climáticas. Assim, se asseguravam as mínimas condições de vida necessárias para a reprodução da espécie.
Posteriormente, essas mesmas ferramentas passaram a ser utilizadas como armas de defesa e artefatos para o trabalho com a terra, permitindo que mulheres e homens fizessem uma das maiores revoluções da humanidade: a descoberta da agricultura! Ou seja, a descoberta da sua capacidade de, conscientemente, intervir nos ciclos da natureza, modificando-os na tentativa, inclusive, de dominá-los. Essa capacidade é exclusivamente humana.
As invenções das ferramentas e da agricultura no passado; dos transportes, meios de comunicação e moradia, fábricas, escolas, etc. que aconteceram ao longo dos séculos; a evolução da ciência e das tecnologias que ainda acontecem e que continuarão a acontecer no futuro, são frutos do trabalho humano. O trabalho é a expressão da inteligência, da vontade e da necessidade dos homens e das mulheres.

Paulo Freire na sua imensa sabedoria definiu o Trabalho como:

"AS CAPACIDADES INTELECTUAIS E FÍSICAS QUE TEM TODO SER HUMANO DE TRANSFORMAR A NATUREZA, A SOCIEDADE E SUA PROPRIA VIDA".
E proclama: "É através do trabalho que nos fazemos humanos".

O QUE O TRABALHO PROPORCIONA AOS HOMENS E MULHERES?

a) A produção de si mesmo: o ser humano é um ser inacabado, sempre em construção. Em cada momento que o homem/mulher, através do trabalho, cria novas ferramentas, produtos ou objetos úteis, transforma a natureza, a vida social e a si mesmo, pois modifica seus hábitos.
b) A sociabilidade: o ser humano é um ser social que já nasce em um grupo e que, ao longo da vida, amplia as relações participando de outros grupos, construindo assim a sociedade. Tem, portanto, a necessidade do contato com outros seres humanos para se sentir humano e se completar.
c) A consciência e universalização de si próprio: o trabalho dá aos seres humanos a dimensão social, política, econômica e cultural de si mesmos, enquanto território, classe, nação, cultura, racionalidade, criatividade e participação. E também a idéia universal de ser filhos do Universo sagrado, habitante do planeta Terra.

Porém, ao longo da história da humanidade, na maioria das culturas, o trabalho também tem se constituído como fator de opressão e exploração entre os seres e os povos.
Como o Trabalho vem se organizando, ao longo da História?

Para responder a essa questão faz-se necessário desenvolver uma pesquisa inicial sobre a história dos modos de produção. Para que possamos ter um ponto de partida, vejamos algumas considerações:

1. Nas sociedades pré-agrícolas primitivas - o trabalho era organizado levando em conta o gênero: os homens caçavam, colhiam e as mulheres cuidavam do bando e do processamento do alimento. O grupo não podia ser muito grande e o alimento recolhido era socializado. O poder se dava pela idade e experiência, e pela coragem.
2. Nas sociedades agrícolas primitivas - a divisão do trabalho ainda se dava por gênero, sendo que os homens caçavam e plantavam e as mulheres colhiam e processavam, além do cuidado com as crianças e o lugar. A terra era coletiva e a produção também. Porém, já se iniciava nessas comunidades, a diferenciação na acumulação de riquezas e na hierarquia social.
3. Nas sociedades agrícolas e comerciais antigas, civilizadas – o trabalho era escravo, a produção não era dividida igualitariamente, sendo mais acumulada pelas castas ricas. Os escravos e os pobres realizavam o trabalho braçal, pesado.
4. Nas sociedades Feudais - o trabalho agrícola e artesanal era realizado por servos, organizados por glebas. Estes possuíam uma propriedade dentro das terras dos senhores, a qual poderiam explorar e herdar, mas nunca vender. Os homens pobres ficavam presos a terra.
Os servos produziam para si e para os nobres, que por sua vez não trabalhavam, apenas se instruíam, lutavam e se divertiam.
5. Na sociedade moderna capitalista - o trabalho é realizado por trabalhadores assalariados. Os meios de produção não são socializados e a riqueza não é distribuída, e sim acumulada nas mãos de poucos burgueses capitalistas. É uma sociedade de classes, onde o poder está nas mãos dos setores econômicos. Porém, há grandes mobilizações populares, sociais.

O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA.

Para entendermos a organização do trabalho na nossa sociedade capitalista contemporânea, faz-se necessário o entendimento sobre outros modos de produção, como parâmetro de comparação.
Porém, vamos deixar algumas provocações a título de desafios para que possamos iniciar a discussão sobre a sociedade capitalista.
.. "
1. Como o trabalho está organizado no sistema capitalista de produção?
2. Quais os objetivos do trabalho nessa sociedade?
3. Será que, no capitalismo, o trabalho mantém as características essenciais de auto-promoção, sociabilidade e universalização de si? Porquê?
4. Como se dá a exploração do trabalho na sociedade capitalista?
5. O que é mais-valia? E lucro?
6. Como definir mercadoria? Será que tudo o que o trabalho gera é mercadoria?
7. Como se dão as relações de trabalho na agricultura familiar? É uma forma tipicamente capitalista? Porquê?

Essas questões deverão ser discutidas e aprofundadas com pesquisas, leituras e muito debate.

PARA FINALIZAR...
O trabalho é "vida que gera vida", já dizia Karl Marx. É através do trabalho que homens e mulheres geram riquezas, tecem sonhos, garantem a sobrevivência e a vivência. O trabalho sempre significou uma relação de intercâmbio com a natureza. Portanto, além de criar valor, o trabalho cria cultura, modifica crenças e verdades, transforma as pessoas e as relações, gera conhecimentos, descobertas, debates éticos e morais. Marx dizia que o trabalho faz o ser humano se humanizar e se educar ao longo do processo social. Portanto é vital para a sociedade e os indivíduos que o trabalho seja compreendido como princípio educativo, como conteúdo e contexto histórico, econômico, sócio-cultural, político e técnico-científico.

1 Texto elaborado pelos Educadores: Lindomar Araújo, Cláudio Lasa, Valdiria Rocha, Ariedalva Brito¬ Educadores do SEMEAR/F ASE - 2006

Vídeo Aulas

Caros alunos, estes links abaixo apresentam vídeo aulas de História. Também apresentam o conteúdo de outras disciplinas e abordam outros temas. Aproveitem!

http://www.sohistoria.com.br/videos/

http://www.pereiraaps.com.br/index.php/ensino-medio-historia

http://www.vestibular1.com.br/video/video_aula_historia.htm

http://g1.globo.com/educacao/noticia/2011/11/veja-dez-aulas-de-historia-sobre-temas-que-podem-cair-na-fuvest.html

http://eaulas.usp.br/portal/home.action

Bahia Antiga

BahiaAntiga

Revista Veja Online - Gratuita

A revista Veja disponibilizou suas publicações semanais (desde o primeiro número) gratuitamente na internet. Aproveitem e tenham acesso a informação diversificada e reportagens especiais.
Para ler as páginas clique com o mouse sobre a mesma e continue clicando para ler cada detalhe da página. Qualquer dúvida passe um email.
Abraços.

CEEP - Resumo de História para estudo


Aprender um idioma de graça!

Caros alunos, este site permite aprender um idioma de forma gratuita. Apresenta algumas limitações mas, vale pelo custo/benefício. Faça o seu registro no topo da página e tudo pronto para aprender. Abraços.

Biblioteca Digital Mundial

Caros alunos,
a Unesco lançou a Biblioteca Digital Mundial, um site que permite o acesso gratuito a livros, filmes, fotografias, etc. Projeto que teve a participação de mais de 30 países, inclusive, o Brasil. O acesso está disponível também em português, são quase 10 milhões de itens. Aproveite, navegue e tenha acesso a obras raras, como: O Conde de Genji, século 11, romance japonês; manuscritos científicos árabes da Biblioteca de Alexandria, no Egito; o maior manuscrito medieval do mundo, do século 18; vasto material do Brasil, da colônia a república.

Abraços.

Até onde o seu preconceito vai chegar?

Reforma Ortográfica

Para todos os alunos, segue link para melhores esclarecimentos sobre a reforma ortográfica. Abraços.

Livros indicados para estudo

1. Toda a História: História Geral e História do Brasil. José Jobson de Arruda e Nelson Piletti. São Paulo: Editora Ática, 2003.
2. Oficina de história: história do Brasil. Flávio de Campos. São Paulo: Moderna, 1999.
3. História – Série Novo Ensino Médio. Divalte. São Paulo: Editora Ática, 2002.
4. História do Brasil. Florival Cáceres. São Paulo: Moderna, 1993.
5. História. Ricardo/Ademar/Flávio. Volume de 1 a 3. MG: Lê, 1997.
6. História da Sociedade Brasileira. Chico Alencar/Lúcia Carpi/Marcus Venicio. RJ: Ao Livro Técnico, 1996.
7. História das Sociedades. Das comunidades primitivas às sociedades medievais. Aquino/Denize/Oscar. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1980.
8. História das Sociedades. Das sociedades modernas às atuais. Aquino/Jacques/Denize/Oscar. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1993.
9. Nova História Crítica. Ensino Médio. Mario Furley Schmidt. São Paulo: Nova Geração, 1999.
10. História - das cavernas ao terceiro milênio. Myriam Mota/Patrícia Ramos. Vol. 1/2 e 3. São Paulo: Moderna, 2005.
11. História - de olho no mundo do trabalho. Volume Único. Heródoto Barbeiro/Bruna Cantele/ Carlos Schneeberger. São Paulo: Scipione, 2004.
12. História - Vol. 1, 2 e 3. Ronaldo Vainfas/Sheila de Castro/Jorge Ferreira/Georgina dos Santos. São Paulo: Editora Sariava, 2010.

Conteúdo 3ª série - História - Crise Feudal e Estado Moderno - Aula 4

Links de sites importantes!

Caros alunos,
estarei postando durante nossos estudos links para sites de relevância educacional. Este chamado de Domínio Público permite pesquisa e acesso a livros, publicações, músicas e vídeos gratuitamente. Para o conteúdo de História recomendo: Historianet, História do Brasil, História Online, Bússola Escolar, entre outros.
Abraços.

Conteúdos da 3 ª série - História



I Unidade

- Revisão: Feudalismo e Crise Feudal
- Formação das Monarquias Nacionais
- Expansão Marítima e Comercial
- Absolutismo
- Mercantilismo

II Unidade
- África
- Renascimento
- Reforma Religiosa
- A chegada dos portugueses na América.
- Brasil Colônia – Administração, economia, sociedade, política e cultura.
- A expansão portuguesa na América – a nova fronteira.
- África
- As guerras e o equilíbrio europeu no século  XVI e XVII – a guerra dos Trinta Anos
- Revolução Científica do século XVII


III Unidade

- As Revoluções Inglesas no século XVI
- Iluminismo
- Independência das Treze Colônias Inglesas da América do Norte
- Revolução Industrial
- Revolução Francesa
- Período Napoleônico
- Congresso de Viena e Santa Aliança
- A Independência das colônias da América Espanhola
- As Revoltas Anticoloniais no Brasil do século XVIII – Conjuração Baiana e Inconfidência Mineira
- Período Joanino
- Processo de Independência do Brasil
- I Reinado – Regência


Bem Vindos!

Este espaço tem como objetivo auxiliar, informar, esclarecer e produzir conhecimento. Abraços. André Carlos.